top of page
Dia 28 a 30 de Junho
Foto 1_edited.jpg

João Casimiro Almeida -Piano

João Casimiro Almeida nasceu em Cabeceiras de Basto em 1994. É vencedor de mais de umadezena de prémios a nível nacional e internacional e conta já com uma vasta experiência musical, apresentando-se regularmente como solista. Começou os estudos musicais aos onze anos e teve a oportunidade de trabalhar com diversos pianistas conceituados, tais como Guigla Katsarava, Joaquín Soriano, Leon McCawley, entre outros. Diplomado em Performance de Piano pela ESMAE (Porto), na classe de Madalena Soveral, completou o mestrado em performance no Conservatório Nacional Superior de Música e Dança de Paris. Ensina na Escola Profissional de Música de Espinho, desde 2018. Trabalhou com músicos de renome internacional como António Saiote, Filipe Quaresma, Maria Belooussova, Ryszard Woycicki, Suzanne Van Els e Victor Pereira. Integra o Lumennis Trio (formado em 2016, com a clarinetista Diana Sampaio e a violoncelista Ana Mafalda Monteiro), com o qual já se apresentou em diversos palcos por todo o país. O Trio foi laureado com o 1.º Prémio na categoria mais elevada do Concurso de Música de Câmara de Vila Verde e o 2.º Prémio no Prémio Jovens Músicos 2018, nível superior. João Casimiro Almeida explora todo o tipo de repertório, de J. S. Bach à música dos dias de hoje, tendo estreado a nível nacional diversas obras contemporâneas.

trompet.png

Nadejda Tzanova - Piano 

Nadezhda Tzanova começou a tocar piano aos cinco anos e aos onze começou a ganhar os seus primeiros prémios. Em 2005, matriculou-se na Academia Nacional de Música Prof. Pancho Vladigerov. Durante os estudos fez a sua primeira digressão pela Europa.Recebeu bolsas da Fundação Todoroff, da Globul M3 Communications Foundation e da Solty Foundation. Participou em vários festivais nacionais e internacionais e em 2013 ganhou o primeiro prémio no Concurso Internacional de Piano Flame em Paris, França. Este prémio marca o início de uma carreira de concertos internacional. Fez turnês internacionais no Japão, China, Espanha, Portugal, Áustria e Alemanha. Conquistou prémios internacionais do Concurso de Piano Mayenne em França, o Prémio Treviso em Itália e o Prémio Debut Berlin na Alemanha. Realizou recitais a solo pela Europa e colaborou com o trompetista Petar Makedonski para formar uma dupla de enorme sucesso. O Concerto para piano de Dmitri Shostakovich é a sua actuação emblemática e já o apresentou inúmeras vezes com vários maestros e orquestras em prestigiados concertos e festivais na Bulgária e em todo o mundo. Nadezhda Tzanova possui um repertório extremamente diversificado, não só como solista, mas também em música de câmara. Participa em programas de televisão e faz gravações para a Rádio Nacional da Bulgária, República Checa, Hungria, Eslováquia, Japão, China, EUA e outros.
 

_MG_3746_3 copy.jpg

Domenico Nordio -violino

Domenico Nordio é um dos músicos mais aclamados do nosso tempo. Atuou em salas de prestígio mundial (Carnegie Hall em Nova York, Salle Pleyel em Paris, Teatro allaScala em Milão, Barbican Centre em Londres e Suntory Hall em Tóquio), com orquestras importantes, incluindo London Symphony, National de France, Accademia di Santa Cecilia em Roma, Orquestra Nazionale della RAI, entre outas, e com maestros como Flor, Steinberg, Casadesus, Luisi, Lazarev, Aykal. Aluno de Corrado Romano e Michèle Auclair, nascido em Veneza em 1971, realizou o seu primeiro recital aos dez anos e aos dezesseis anos Nordio venceu o Concurso Internacional Viotti em Vercelli com o lendário Yehudi Menuhin como Presidente do Júri. Depois das conquistas no Concurso Thibaud de Paris, no Concurso Viña del Mar Sigall e no Concurso Francescatti de Marselha, o Grande Prémio da Eurovisão obtido em 1988 lançou-o à carreira internacional. É artista residente da Orquestra Sinfônica Giuseppe Verdi em Milão e grava exclusivamente para a Sony Classical. As temporadas recentes incluíram concertos na Filarmónica de São Petersburgo, Sala Filarmónica Enescu de Bucareste, Teatro Municipal do Rio de Janeiro, Teatro Colón de Buenos Aires, Grande Salão Tchaikovsky de Moscou, entre outras salas mundialmente reconhecidas. Muito apreciado como músico de câmara, Nordio aparece em festivais de prestígio ao lado de Misha Maisky, Louis Lortie, Boris Belkin, Giovanni Bellucci, Mikhail Lidsky e Jeffrey Swann. É também um intérprete influente da música moderna e muitos compositores
lhe dedicaram obras-primas.

foto-7.jpg

Armando Possante - Barítono

Fez os seus estudos musicais no Instituto Gregoriano de Lisboa e na Escola Superior de Música de Lisboa, onde concluiu os Cursos Superiores de Direção Coral, com o Professor Christopher Bochmann, Canto Gregoriano, com a Professora Maria Helena Pires de Matos, e Canto, com o Professor Luís Madureira. Foi-lhe atribuído o Título de Especialista em Canto pelo Instituto Politécnico de Lisboa. Estudou Canto em Viena com a Professora Hilde Zadek e frequentou variadas masterclasses de canto. Aperfeiçoou os seus estudos de Canto Gregoriano em Itália e é professor de Canto e Canto Gregoriano na Escola Superior de Música de Lisboa. Orientou vários workshops e masterclasses em Portugal e também no Canadá, Inglaterra, Singapura e Espanha. É director musical e solista do Grupo Vocal Olisipo e do Coro Gregoriano de Lisboa tendo-se apresentado em concertos em vários países ao redor do mundo. Gravou mais de duas dezenas de discos com grande reconhecimento crítico, distinguidos com o Choc du Monde de la Musique, o Diapason d’Or e uma nomeação para os prémios da SPA, entre outros prémios. Conquistou vários prémios, destacando-se o 3º prémio no Concurso Luisa Todi e o 1º prémio no 7º Concurso de Interpretação do Estoril e, com o Grupo Vocal Olisipo, quatro primeiros prémios e prémios de interpretação em concursos internacionais. Apresenta-se regularmente como solista em recital, oratória e ópera, tendo colaborado com as principais orquestras e maestros do país.

image0.jpeg
image.png

Maria Repas Gonçalves - Soprano

Maria Repas Gonçalves estudou Canto e Composição no Conservatório de Lisboa e Direção Coral no Instituto Gregoriano de Lisboa. Completou o Mestrado em Música Antiga–Canto/Pedagogia Vocal na  Universidade de Indiana nos EUA. Cantora especialista na interpretação de Música Antiga, é membro de vários grupos de música de câmara com os quais participou em centenas de festivais, recitais e concertos em Portugal e no estrangeiro e programas para a Rádio e Televisão. Interpretou também autores contemporâneos tendo estreado obras de autores portugueses e interpretado Óperas Barrocas e contemporâneas. Gravou 12 CDs de Música Antiga, Contemporânea e Ópera Barroca Portuguesa. Leciona frequentemente workshops de Voz e Elocução. Foi Diretora Pedagógica e professora de Canto e Música de Câmara na Academia de Música Eborense durante 7 anos. Dirigiu os Pequenos Cantores do Estoril e o Coro Juvenil de Santo Amaro de Oeiras – MaisMúsica e dirige o Coro de Câmara de Cascais desde a sua fundação, em outubro de 2003. É professora de Voz na Escola Superior de Teatro e Cinema do Instituto Politécnico de Lisboa, Departamento de Teatro, desde1999, no qual é responsável pela Área de Voz/Música dos cursos de Licenciatura em teatro e Mestrado em Artes Performativas. É autora/criadora e diretora artística de diversos espetáculos e de um CD infantil no âmbito do Teatro-Música, tanto em contexto académico como comunitário, desde 2007. Dirige o Coro de Sto. Amaro de Oeiras desde janeiro de 2014.

20240312_19.jpg

Budapest String Quartet

A Orquestra Filarmónica de Budapeste foi fundada em 1853 por Erkel Ferenc, é a primeira orquestra sinfónica da Hungria, e os membros da orquestra vieram da Ópera Estatal Húngara, inspirada na Orquestra Filarmónica de Viena. Os quase 100 membros da Sociedade Filarmónica de Budapeste tocam em diferentes formações mais de 50 vezes por ano.

Dizem que a música é o alimento da alma. Se isto for verdade, então a Orquestra Filarmónica de Budapeste alimentou muitas almas ao executar as maiores obras musicais dos últimos 170 anos. Ao longo destas décadas ricas, a orquestra inspirou os melhores compositores a escrever obras-primas, e assim o conjunto pode orgulhar-se de inúmeras estreias mundiais, para não mencionar uma história de direção musical que inclui alguns dos maestros mais renomados do mundo.

Além dos concertos de orquestra sinfónica, a cada temporada a Sociedade Filarmónica de Budapeste oferece uma série de concertos de música de câmara onde os seus músicos também podem atuar como solistas. Os membros do Quarteto de Cordas são todos diretores da Ópera Estatal Húngara: 1º violino - Imola Rajka, 2º violino - Partícia Fahidi, Viola - Csaba Babácsi, Violoncelo - Domonkos Nagy.

Digital_PT_4C_V_FC_Cultura.png
Logo DGArtes sem fundo.png
logo CMAlmeirim.png
Brasão Municipio Salvaterra vector.png
Quinta do Casal Branco_Logótipo_edited.j
Logotipo Casa Cadaval Muge resize.jpg
logo_fundacaoMbcp_vs1.png
embassy.JPG
INAEM2.png
OCCO_25_ANOS_PRETO_HORIZONTAL.png
Logo Borrego (003).jpg
Logo Madeca (2).jpg

Patrocinadores particulares:

Alain Joly / Lise de la Rochefoucauld | Ana Maria e Carlos Fragoso Senra | Pilar Louro Thorne e Daniel K. Thorne | Chô-Chô Cassan de Valry | Duarte Pedro de Azevedo de Araújo Geraldes e Helena Geraldes | Mafalda Moniz G Espírito Santo Silva

CCR_Logo Correntes Convergentes.jpg
Cork Supply_Logo Portrait.jpg
logo_JOCAVI-transparente.png

Com o apoio de:

Antena2_positivo_vert_RGB.png
LOGO-MAIORz.png

2024 criado pelo Festival Entre Quintas

bottom of page