IMG_2695_fundo branco.jpg
foto de Maestro Emanuel Vieira.JPG
Rita Marques - soprano
 

Rita Marques nasceu em Caldas da Rainha. Concluiu a licenciatura em Canto na Escola Superior de Música de Lisboa (2010-2013) na classe da professora Sílvia Mateus.

Em ópera, foi Rainha da Noite em “Die Zauberflöte”, de W. A. Mozart; Princess, Young Lady e Dame em “Lady Sarashina”, de P. Eötvos; Despina em “Così fan tutte”, de W. A. Mozart; Sofia em “Il Signor Bruschino” de G. Rossini e Soeur Alice em “Dialogues des Carmelites” de F. Poulenc.

Como bolseira da Fundação Calouse Gulbenkian/ENOA – European Network of Opera Academies, frequentou workshops com Claudio Desderi (FCG, Lisboa, Out/2014, Jun/2015, Out/2015), June Anderson e Cecilia Gasdia (Verona, Set/2015) e o workshop “Wiener Operette” na Bayrische Theaterakademie (Munique, Out/2015).

No ano 2016/2017, frequentou o Centre de Perfeccionament Plácido Domingo, em Valência, onde trabalhou com os maestros Ramón Tebar, Fabio Biondi e Roberto Abbado. Como aluna do CPPD, foi Governess em “The turn of the Screw”, de B. Britten (direcção musical de Christopher Franklin e encenação de Davide Livermore, Jun/2017, Teatre Martín i Soler, Valência) e Roggiero em “Tancredi” de R. Rossini (Direcção musical de Roberto Abbado e encenação de Emilio Sagi, Jun/2017, Palau de Les Arts Reina Sofía, Valência).

Em Maio de 2017 colaborou com Plácido Domingo no seu concerto no MEO Arena, em Lisboa, com direcção musical de Eugene Kohn.

Em Maio de 2018 obteve o 2o Prémio e o Prémio do Público no 10o Concurso de Canto da Fundação Rotária Portuguesa. É, também, em Maio que lhe é atribuída a Medalha Municipal de Mérito Cultural do concelho de Caldas da Rainha. 

Tem realizado diversos recitais com piano e com orquestra, de onde se pode destacar a estreia absoluta, em Fevereiro de 2019, da obra “El Mar y las Campanas”, de Nelson Jesus.

Em Janeiro de 2020 foi Anna Kennedy em “Maria Stuarda”, de G. Donizetti (TNSC) e em Março de 2020 foi Lakmé em “Lakmé”, de L. Delibes (Proyecto Opera de la Universidad de Valladolid) e, em Setembro de 2020, foi Fiordiligi em “Così fan tutte”, de W. A. Mozart (CCB). Em 2021 foi Giovanna em “Ernani” de G. Verdi (TNSC).

Em 2021 obteve o 1o Prémio no Prémio José Augusto Alegria, em Évora e foi, também, laureada no 1o Concorso Internazionale per voci liriche “Vincenzo Bellini” no Teatro Massimo Bellini di Catania, Itália.

Emanuel Vieira - maestro 
 

É licenciado em Formação Musical e Direção Coral pela Escola Superior de Música de Lisboa onde frequenta o Mestrado em Direção Coral. Participou em 2020 e em 2021 na Lisbon Conducting Masterclass - Panóplia Contemporânea (Nova Era Vocal Ensemble). Obteve uma Menção Honrosa no X Concurso Nacional de Canto – Conservatório de Música e Artes do Centro; Integrou os seguintes Coros: Coro Schola Cantorum, Coro de Câmara do Conservatório de Música e Artes do Centro e Nova Era Vocal Ensemble. É professor de Coro e Formação Musical no Colégio Moderno. Dirige o Coro Polifónico “Eborae Mvsica” desde novembro de 2021.

trompet.png
Coro Polifónico "Eborae Mvsica"
 

O Coro Polifónico “Eborae Mvsica” apresentou-se publicamente pela primeira vez em 1987. Tem realizado diversas atuações ao longo da sua existência, interpretando não só a polifonia da Escola de Música da Sé de Évora (sécs. XVI e XVII), seu objetivo primordial, como também outras obras de diferentes épocas, entre as quais são de destacar, entre as obras com acompanhamento instrumental por Orquestras: Oratória “Jephte”, de Carissimi, “Missa da Coroação”, de Mozart, “Gloria”, de Vivaldi, Missa em Dó Maior, de Mozart, 9ª Sinfonia de Beethoven, Missa em Sol M de Carlos Seixas; Missa em Ré Maior de Dvorák. Em 2012 participou na Ópera “o que diz sim” de Bertold Brecht e Kurt Weill; em 2018 e 2019 na Ópera “Orfeu e Euridice” de Gluck, nos Claustros do Convento dos Remédios e no Teatro Garcia de Resende, em Évora, em 2019 na estreia da Ópera “Geraldo e Samira” de Amílcar Vasques-Dias e em 2021 na Ópera “Porgy and Bess”, no Teatro Garcia de Resende.  Gravou CD’s em 1996 e 2005; e o CD “Solitânia” com a Ronda dos Quatro Caminhos assim como CD para a coletânea “Os melhores Coros da Região”; gravou programas para a Antena 2 (Rádio Clássica) em 2007 e 2008 e para a RTP em 1999, 2000 com a Orquestra Metropolitana e em 2007 e 2008 para o programa Acontece. Nas deslocações internacionais destacam-se a participação na “Europália 91”, na Bélgica; na Oficina “Escola de Música da Sé de Évora”, em Kosice, Eslováquia, em 1999; no XVI Festival Internacional “Encontro com a Polifonia” em Giarre, Sicília, Itália, em 2001; na Dinamarca, em 2002, em intercâmbio com o Coro de Roskilde, integrado na Rede MECINE e no 22º Festival de Coros de Preveza e 10º Concurso Internacional de Música Sacra de Preveza, Grécia (2004) tendo ficado classificado em 3º lugar obtendo a medalha de bronze. Em 2018 deu um Concerto na Catedral de Chartres (França).Em 2019 obteve três prémios no Festival e Concurso de Coros em Florença (Itália).  Foi dirigido desde o início e até 1991 por Adelino Santos; de 1991 até 1997 pelo Maestro Francisco d’Orey; de 1997 até maio de 2013 pelo Maestro Pedro Teixeira; desde 2013 até ao final de outubro de 2021 pelo Maestro Eduardo Martins e desde novembro de 2021 é dirigido pelo Maestro Emanuel Vieira.

DSC00046---.jpg
David Gazarov - jazz piano
 

Pianista, Compositor e Arranjador.

 

David Gazarov é pianista e compositor de origem arménia e vive em Munique (Alemanha) desde 1991.

Tocou ao vivo e gravou com artistas da cena nacional e internacional, entre outros com Jonny Griffin (Sax), James Morrison (Trp./Sax/Trb.), Bill Goodwin (Dr.), Alvin Queen (Dr.), Niels-Henning Ørsted-Petersen (b.), Martin Drew (Dr.), Roberta Gambarini (voc.), Jimmy Woode (b.), Karl-Heinz Steffens (clarinetista clássico e maestro de orquestra), WDR-Symphonic Orchestra (Colónia) - DE), BR- Orquestra Sinfónica (Munique-DE), Academy of JSBach Chamber Orchestra (Stuttgart-DE) e muitos outros.

David Gazarov apresenta-se como convidado em vários festivais e salas de concerto de prestígio, tanto no jazz como na fronteira entre o jazz e o clássico, como o Jazz-Festival de Montreux (CH), Berlin Philharmonic Hall, Theatro Municipal (Rio de Janeiro) ), Mozart Musik Festival em Würzburg e Augsburg, Bach Festspiele em Leipzig, ASML Konzertsaal em Taipei (TW), Jazz-Open em Stuttgart (DE), Sala São Paulo (São Paulo-BR), Semperoper Dresden (DE), Wagner- Festspielen em Bayreuth (DE), Rheingau Musik Festival (DE), Schleswig-Holstein Musik Festival (DE) e muitos outros.

Os CDs de David Gazarov são publicados por:

“Sony-Music”(Int.)

“enja” (DE),

“Tuxido Records N.Y.C.” (EUA), “Tudor”(CH), “DENON” (Int.)…

 

Recentemente no “The Guardian” britânico: “...David Gazarov, um pianista fenomenal...”

David Gazarov (Piano).jpg
Ensemble de Metais de Leiria.jpg
Ensemble de Metais de Leiria

A ambição e a resiliência são a principal fonte de motivação para um desempenho artístico de excelência. Dada a escassez de performances, inovar torna-se prioritário. Assim surge o Ensemble de Metais de Leiria. Formado por músicos leirienses que, movidos pelo entusiasmo e o gosto pela música, interpretam os vários períodos históricos desde o renascimento ao contemporâneo.

Grupo de músicos amigos que se uniu no ano 2019 com vários objetivos e ambições que formam um ensemble com determinadas caraterísticas:

Representar Leiria, região que tem notado um crescimento na sua população no meio musical com cada vez mais músicos que dedicam a sua vida a esta arte. Este grupo representa uma amostra desta população de jovens músicos que cresceram e deram os seus primeiros passos no universo artístico em Leiria, e que hoje são profissionais querendo, de uma certa forma, prestar uma homenagem às suas origens;

Criar um ensemble específico com apenas instrumentos da família dos metais, formando um agrupamento que não é tão comum em Portugal. Deste modo torna-se possível dar a conhecer uma formação mais rara ao público que nos assiste, bem como a partilha reportório que foi originalmente escrito para este decateto de metais;

Com a execução de reportório dedicado à formação de decateto de metais vem a prova da versatilidade que este grupo transmite em suas performances com obras originárias desde o Renascimento até à atualidade de obras contemporâneas, sempre com arranjos adequados e bem pensados para este ensemble. Este largo leque de géneros e estilos cumpre com outro dos nossos objetivos de poder brindar os nossos ouvintes com uma grande riqueza musical;

Apesar de possuirmos um reportório de obras para metais de grandes compositores, também dispomos de obras e arranjos originais da nossa interna autoria, que nos remete para a constante criação e desenvolvimento deste grupo. Desta forma, mantemos viva a criatividade e fazemos emergir música nova, criada nos dias de hoje, para abrilhantar as nossas apresentações;

Estimular a educação para os instrumentos da família dos metais tem sido uma ambição recente, mas já com ações tomadas nesse rumo. A agosto de 2021, o Ensemble de Metais de Leiria a par com a Associação das Filarmónicas do Concelho de Leiria, organizaram uma Masterclass de trompete orientada pelo professor Guido Segers. Evento que atraiu muitos jovens entusiastas até à nossa cidade, provenientes de todo o país, em busca de novas aprendizagens e experiências. Dentro deste estímulo pela partilha musical, está a ser perspetivado e organizado o 1o Festival de Metais de Leiria com aulas de todos os instrumentos deste naipe dadas por professores de renome e reconhecimento internacional.

image0.jpeg
Lilia Donkova - violino
 

"..Aquelas cordas estavam vibrando mesmo antes de seu arco as acariciar. Isso foi extremamente sincero, Brahms... Donkova fez um excelente trabalho de fraseado e ritmo. No Andante, as melodias fluidas vinham do infinito; no meio do movimento, seu violino estava chorando, assim como vários membros do público..."

 

Lilia Donkova, neta de um dos mais famosos compositores e pedagogos búlgaros, Bentzion Eliezer, nasceu em Sófia, Bulgária. Terminou o curso superior e de pós-graduação na Royal Academy of Music de Londres com a prof. Lydia Mordkovich, recebendo um premio especial pelo seu exame final. 

 

Ainda como jovem e durante os seus estudos na Royal Academy foram-lhe atribuídos vários prémios e bolsas de estudo. É doutorada pela universidade de Évora.

Como solista Lilia tem vindo a desenvolver uma intensa atividade concertista. Participou em vários festivais internacionais em diversos países da Europa, EUA  e México. Apresentou-se em grandes salas como o Grande Auditório Stern e Weill Recital Hall do Carnegie Hall em Nova York, Queen Elizabeth Hall em Londres, Sala Verdi em Milão, Teatro Filarmonico em Verona, Smetana Hall em Praga, e Muth em Viena, recebendo excelentes críticas pelas suas atuações.

 

Deu o seu primeiro curso de violino em Miami University – Estados Unidos em 2008.

 

Em 2009 Lilia gravou o seu primeiro CD intitulado Cantabile que inclui algumas das mais famosas peças escritas para violino e piano. Desde então, tem vindo a participar em diversas gravações de projetos pela Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras, que incluem obras de vários compositores portugueses.

Em 2014 iniciou um projeto com o acordeonista Gonçalo Pescada que já conta com um álbum editado – Symbiosis. Também realizou uma gravação inédita da Sonata para violino e piano de J. García Leoz com o pianista Rinaldo Zhok pela editora Odradek.

 

Lilia é concertino da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras e professora de violino no Conservatório de Música de Cascais.

 

Toca num violino italiano V. Postiglione (1879) e um arco francês E.A.Ouchard.

António Rosado - piano
 

António Rosado tem uma carreira reconhecida nacional e internacionalmente, corolário do seu talento e do gosto pela diversidade, expressos num extenso repertório pianístico que integra obras de compositores tão diferentes como Georges Gershwin, Aaron Copland, Albéniz ou Liszt. Esta versatilidade permitiu-lhe apresentar, pela primeira vez em Portugal, destacadas obras como as Sonatas de Enescu ou paráfrases de Liszt, sendo o primeiro pianista português a realizar as integrais dos Prelúdios e também dos Estudos de Claude Debussy. No registo dos recitais pode incluir-se também a interpretação da integral das sonatas de Mozart e Beethoven.

 

Após  a conclusão do Curso Superior de Piano no Conservatório Nacional de Música de Lisboa e com dezasseis anos parte para Paris, e aí vem a ser discípulo de Aldo Ciccolini no Conservatório Superior de Música e nos cursos de aperfeiçoamento em Siena e Biella (Itália).

Tocou com inúmeras orquestras internacionais e notáveis maestros como:  Michel Plasson, Georg Alexander Albrecht, Moshe Atzmon, Franco Caracciolo, Pierre Dervaux, Arthur Fagen, Léon Fleischer, Silva Pereira, Claudio Scimone, David Stahl, Marc Tardue e Ronald Zollman.

Laureado pela Academia Internacional Maurice Ravel e pela Academia Internacional Perosi, António Rosado foi distinguido pelo Concurso Internacional Vianna da Motta e pelo Concurso Internacional Alfredo Casella de Nápoles. Na década de 90, foi o pianista escolhido pela TF1 para a gravação e transmissão de três programas - música espanhola e portuguesa. Desde a década de 80, participou inúmeras vezes no Festival de Macau.

 

Tem gravado vários discos com música de Enescu, Vianna da Motta, Liszt, Fernando Lopes Graça e Bela Bartok e outros em conjunto com o violinista Gerardo Ribeiro e o pianista Artur Pizarro.  Gravou com a NDR Sinfonieorchestra de Hamburgo e Orquestra Nacional  do Porto obras de Rachmaninov e Brahms.

 

Mais recentemente gravou obras de Armando José Fernandes, Luís de Freitas Branco  e Fernando Lopes-Graça, Debussy (Calanda Music)  e em conjunto com o violoncelista Filipe Quaresma as sonatas de César Franck e Luís de Freitas Branco.

António Rosado detém o prestigiado grau de Chevalier des Arts et des Lettres., distinção concedida pelo Governo Francês em 2007.

ARosado©Kristarelina.jpg
Digital_PT_4C_V_FC_Cultura.png
Logo DGArtes sem fundo.png
logo CMAlmeirim.png
Brasão Municipio Salvaterra vector.png
LOGO SEM FUNDO Casal Branco.png
Logotipo Casa Cadaval Muge resize.jpg
logo_fundacaoMbcp_vs1.png
Botschaft_AT_Lissabon_Logo_PT_srgb.png
_NovoLogo_OCCO-H_Preto.png
BORREGO-LEONOR-LOGO-810x486.jpg
Logo CRSur_Brand_Horizontal (Vectorizado).jpg
Logo Madeca (2).jpg
CCR_Logo Correntes Convergentes.jpg
Cork Supply_Logo Portrait.jpg
logo_JOCAVI-transparente.png
Magos Irrigations Systems.png
Picture 1.jpg

Com o apoio de:

Antena2_positivo_vert_RGB.png